Voluntariado na CVB-MG

A Cruz Vermelha Brasileira Filial do Estado de Minas Gerais (CVB-MG) possui centenas de voluntários cadastrados, uma corrente anônima movida pelos ideais de solidariedade e espírito de ajuda desinteressada ao próximo. Para ser voluntário(a) basta ter mais de 16 anos de idade (menores precisam de autorização dos responsáveis), qualquer nível de escolaridade e disposição para o trabalho. As atividades são coordenadas pelo Departamento de Voluntariado da CVB-MG.

 

Entre os beneficiários desse trabalho estão moradores de comunidades vulneráveis, a população de áreas de risco e famílias atingidas pela chuva, seca, catástrofes naturais, acidentes e outros eventos de grande impacto. Em parceria com a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec-MG), a CVB-MG também recebe, acondiciona e distribui doações recebidas de empresas, instituições e da população em geral, em especial roupas, calçados, cobertores e colchões.

 

Além disso, os voluntários da Cruz Vermelha atuam continuamente no estado em campanhas de saúde, prevenção e conscientização, do protagonismo e da ação comunitária, promoção da cidadania e do bem estar, da não violência e de uma cultura de paz entre todos e todas. O objetivo é garantir à população o acesso aos direitos e a proteção à dignidade humana. Os voluntários atuam também junto aos demais públicos atendidos pela CVB-MG como adolescentes e a população idosa da região metropolitana de BH.

Todos os voluntários da Cruz Vermelha Brasileira precisam passar primeiro pelo Curso Básico de Formação Institucional (CBFI) para atuarem nas ações da instituição. Ministrado em um dia, o programa do curso inclui conhecimentos da história e estrutura da Cruz Vermelha, no Brasil e no mundo, os princípios e valores fundamentais da instituição, o uso de seu emblema, a apresentação ao código de ética do trabalho voluntário, instruções sobre segurança, saúde e proteção dos voluntários, além de noções básicas de Primeiros Socorros.

A CVB-MG conta com um grupo treinado de voluntários para situações especiais de emergência, assistência, resgate e socorro. A equipe já atuou em situações extremas como o do rompimento de barragem de mineração no município de Mariana (MG) em 2015 e durante as chuvas na região serrana do Rio de Janeiro e interior de Minas em 2011. A equipe participa constantemente de cursos de atualização e possui conhecimentos nas áreas de regate em ambientes remotos, transporte tácito, atendimento a múltiplas vítimas e acesso motorizado em regiões devastadas.